Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Diálogos em Psicologia Decolonial e Política

Inscrições: https://forms.gle/Ztzc3PLMj2NwX4tJ8

VÍDEOS DO EVENTO:

- YouTube PET Medicina Enfermagem:

- YouTube Projeto Rondon

Debatedores (Dia 04/11/2020 – 19h):

– Camila Macher: Psicóloga (2016). Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará (PPGP/UFPA) em 2019. Especialista em formação de Educação em Especial com perspectiva de Inclusão. Membro da coordenação do Núcleo Belém da Associação Brasileira de Psicologia Social, e membro da Comissão de Psicologia e Gênero, do Conselho Regional de Psicologia – 10° Região e do grupo Inquietações (UFPA). Tem experiência de atuação nas áreas de Psicologia da Saúde, Educacional, Social e Clínica. Pesquisa nas áreas de Psicologia Social e da Saúde com ênfase nos seguintes temas: Decolonialidade, relações de gênero e sexualidade, educação.

– Caroline Zahluth: Possui graduação em Psicologia pela Universidade da Amazônia (2014) e Mestrado em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (2019), na linha de pesquisa Psicologia, Sociedade e Saúde. Atualmente atua na Fundação Santa Casa de Misericórdia, na Coordenadoria de Saúde do Trabalhador. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia clínica, Psicologia Social e em docência, atuando principalmente nos seguintes temas: mídia, gênero, política, saúde coletiva, saúde mental e direitos humanos. Pequisadora no grupo de pesquisa Transversalizando. É membro da comissão de Gênero do CRP10.

– Samilly Valadares: Quilombola, psicóloga (CRP 10/ 6252) e educadora social. Coordenadora do projeto Perpetuar – identidades, ancestralidades e territorialidades quilombolas. Embaixadora da Juventude pelo UNODC.

Palestrantes (Dia 05/11/2020 – 15h):

– Maria Lúcia Lima: Doutora em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade de São Paulo. Professora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Pará. Pesquisadora com experiência nas áreas de Psicologia Social, atuando principalmente nos seguintes temas: diversidade sexual, relações de gênero, processos de medicalização da vida e e modos de subjetivação. Coordena o grupo inquietAÇÕES: arte, saúde e educação. É integrante do Núcleo de Práticas Discursivas e Produção de Sentidos da PUC-SP, membro da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO) e do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade.

– Domenico Hur: Professor da graduação e pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal de Goiás. Graduado em Psicologia pela Universidade de São Paulo – USP, mestrado (2005) e doutorado (2009) em Psicologia Social pela USP, estágio doutoral na Universitat Autònoma de Barcelona (2008/2009) e pós-doutorado na Universidad de Santiago de Compostela (2017/2018). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Processos grupais e institucionais, atuando principalmente nos seguintes temas: Psicologia Política, Esquizoanálise, Análise Institucional & Psicanálise de Grupos. Membro do CRISE – núcleo de estudos e pesquisas Crítica, Insurgência, Subjetividade e Emancipação. Professor visitante do programa de mestrado em Psicologia Social e de doutorado em Ciências Sociais da Universidad Pontifícia Bolivariana, Medellín/Colômbia.

Fim do conteúdo da página